Lucca

Lucca atrai muitos fãs de ópera pois é a terra onde nasceu o famoso musico Puccini, apesar de simpatizar com o gênero e adorar ter tido a chance de assistir à um concerto na cidade acabei me contentando com a vista idílica de Lucca, o que não foi pouco pois achei a cidade extremamente fotogênica, para todos os lados tínhamos paisagens de tirar o folego, graças à secular muralha e às suas árvores repletas de folhas secas, muitas vezes já caídas pelo chão devido a chegada do outono.
 
Outono em Lucca


Entrada da muralha

Passagem da muralha


 

 
 
 
Como chegar: Lucca está a 70 km Noroeste de Florença, demoramos um pouco mais de 1 hora para chegar, fomos de carro. Mas a cidade está interligada com as principais cidades da região tanto por ônibus como por trens. Por exemplo de Florença eles saem a cada um hora e demoram 1h e 15min. 
 
Não falarei da melhor época para ir pois à todas cidades da Toscana se aplica a ideia de Florença citada em posts anteriores. Nem tampouco irei falar de onde ficar já que fiz bate-volta.
 
O que ver e fazer: Muito aqui gira em torno do personagem mais célebre da cidade, são eles, os pontos turísticos:
* A Chiesa dei SS Giovani e Reparata onde Giacomo Puccini foi batizado em meados de 1858;
* O lugar onde Puccini cresceu virou Museo Casa Natale di Puccini;
* A catedral onde ele foi organista Cattedrale di San Martino é também bastante visitada;
* Assim como onde o musico tocou piano: o Teatro del Giglio.
* Mas o mais famoso ponto turístico da cidade é a villa onde ele viveu 24 anos da sua vida com a esposa e a presença frequente de amigos pescadores e artistas boêmios. Chamado de Museo Villa Puccini este lugar preserva a arquitetura Art Noveau feita pelo próprio músico, oferece visitas guiadas que chegam a ser fascinante e é sede de um festival de ópera que leva o nome do artista.
 
Duomo ou Catedral de San Martino

 
Outros lugares pra visitar  "fora" da rota Puccini seriam: a Torre do Relógio que tem uma vista bem legal da cidade, a Piazza Anfiteatro (abaixo) ; a Igreja San Michelle.


E programações diferentes podem ser feitas como um passeio de bicicleta ou mesmo um piquenique na Muralha à base de vinho Lucchese, um focaccia e o típico buccellato, um doce feito de pão, uvas e sementes de anis (que vale ressaltar, por mim não foi aprovado).

Agora se não der as opções anteriores faça como a gente pare várias vezes, a cada doceria, experimente as muitas pizzas a venda pelas ruas estreitas de Lucca, belisque diveras vezes e sinta os mais variados sabores, afinal Itália e o ato de comer combinam perfeitamente.

Algumas guloseimas abaixo! ;)

Bjos e até o próximo post.

Rê.


Doceria
 
;)




 

Nenhum comentário:

Postar um comentário