Chile - Santiago

O Chile é um país da América do Sul com geografia curiosa, pois ocupa uma área estreita e longa entre a Cordilheira dos Andes e o Oceano Pacifico de apenas 175km de largura e 4.300 de comprimento. Isso significa que o país tem uma diversidade enorme de clima e paisagens. Um país de várias viagens que você pode ir conhecendo aos poucos e em diferentes épocas do ano. Com lagos, desertos, geleiras, minas e praias o Chile é um retrato melhorado e organizado da nossa América Latina.

Os Andes da janela do avião

Santiago é a capital e maior cidade do Chile, limpa, de avenidas largas e com muitos parques tem como pano de fundo a Cordilheira dos Andes, mas que nem sempre está a vista devido a nuvem quase permanente de poluição. Prédios historicos, em especial no centro, tb fazem parte do cenário da capital chilena  que poderia até lembrar uma cidade européia se não fossem os muitos cachorros de rua e as poucas opções de turismo.

Plaza da Cidadania

Vista do topo do Cerro San Cristobal




Quando visistar - A cada estação uma viagem diferente pelo Chile, no verão que vai de Dezembro a Fevereiro além da capital Santiago e suas vinicolas, você pode aproveitar as aguas geladas do Pacifico  e os casinos de Viña del Mar, dar um pulo em Valparaiso e desvendar a Rota do Vinho pelo caminho. Já no inverno Pucon, Portillo e Vale Nevado atraem aqueles que vao atras de neve e esqui. Além é claro da Patagonia e deserto do atacama que em extremidades diferentes são atrações o ano todo. Fui no verão, para as festas de fim de ano. Durante o dia sol forte e um calorzinho agradavel, no entanto a noite a temperatura sempre cai consideravelmente portanto não esqueça de carregar um agasalho com vc.

Como chegar - A TAM e a LAN fazem vôos diretos saindo de SP para Santiago, e duram em média 3 hs e meia. Já a Gol faz escala em Buenos Aires e, claro, com opçao de fazer o stop e acrescentar a capital argentina na mesma viagem. Fui de milhas 10 mil cada trecho pela TAM, avião grande e confortavel, o mesmo que viajamos pra Europa e outros vôos longos, vc nem sente o tempo passar.

Onde ficar - Eu sou sempre a favor de ficarmos nos bairros bohemios das cidades, onde estão os bares e restaurantes afinal depois de um dia inteiro de turismo fica dificil sair a noite, a não ser que vc ja esteja no meio de tudo. Portanto em Santiago, Bela Vista e Providencia são as indicãções, mas caso queira estar perto das atrações turisticas, fique no centro. Fiquei no Hotel Neruda, na Providencia, otima localização, com tudo perto e fácil acesso ao centro pelo metrô. Fiquei num quarto triplo absurdo de grande! Eram 3 camas de casais e muuuito espaço sobrando ainda entre elas para caminhar pelo quarto.

O que ver e fazer - O centro concentra os principais pontos turisticos de Santiago, então tomamos um metrô e descemos na estação Plaza de Armas, praça central da cidade, aqui estão a Catedral Metropolitana de Santiago, o Museu Historico Nacional, e o prédio historico dos Correios. O interior da Catedral é bonito e bem decorado.

Interior da catedral

Catedral Metropolitana



Saimos caminhando pela Paseo Ahumada em direção a Av. Libertador Bernardo O'Higgins onde está o Palácio de La Moneda, sede do governo do Chile e do poder executivo, e onde a cada dois dias acontece a troca da guarda, fomos no dia 27/12 mas infelizmente não pudemos ver pois so aconteceria de novo no ano de 2011! E estava tudo fechado para visitação, inclusive o Centro Cultural La Moneda, um espaço com exposições sobre o povo chileno, sua cultura e costumes.

Palácio La Moneda

Depois seguimos para o Mercado Central...

Fomos ao encontro da tão famosa Centoulla, o carangueijo gigante tipico do Chile, assim como a maioria escolhemos o Donde Augusto. Há quem pense que essa programação é uma roubada, pq afinal vc é praticamente roubado (custa mais de 300 reais a centoulla), mas é legal experiemntar essas coisas bem tipicas e diferentes, e tb é interessante o ambiente do mercado, os mariscos fresquinhos, o chopp gelado (coisa rara fora do Brasil), e de sobra ainda achei a centoulla deliciosa, então não tenho o que reclamar desse programa, então por mais que não queria experimentar o carangueijo vá pelo chopp Austral e pelo camarão, que seja.


O Cerro San Cristobal é um enorme morro no meio da cidade que foi transformado em parque e hoje abriga zoologico, um furnicular que leva ao topo, piscinas naturais, e o charmoso Jardim Japonês, com uma ótima vista da cordilheira e da cidade. Caso queira explora-lo bem reserve um dia inteiro para ele, leve vinhos, suba no funicular e desça caminhando, escolha uma sombra para relaxar, conversar, e claro, experimentar o seu famoso vinho chileno.


Santiago não tem tanta coisa pra se ver, portanto na minha opinião 3 dias são suficientes e pra fechar seu tour à capital chilena visite algumas vinicolas e aprecie a grande variedade de restaurantes que Santiago lhe oferece, monte um circuito gastronomico regado a vinhos e Pisco Sour.

Bjos,

By Rê Antunes


                      Chile - Vinícolas
                      Chile - Viña del Mar





4 comentários:

  1. Excelentes recomendações para visitar Santiago do Chile e, claro, estar aqui não pode perder os encantos da montanha. Estância de esqui de
    Portillo é a área mais antiga e histórica, com boa infra-estrutura que lhe permite ser quase uma cidade separada no meio dos picos mais espetaculares da Cordilheira dos Andes, ideal para aventureiros e quem quiser desfrutar paisagem diferente e única.

    ResponderExcluir
  2. Isso Kitt, infelizmente por contratempos, que ainda vou relatar aqui, não pudemos ir a Portillo, que memso no verão atrai turistas com sua bela vista.

    Mas a Dri do Drieverywhere.net foi e vc pode ler o seu relato aqui --> http://drieverywhere.net/index.php/category/viagens/chile/andes/

    ResponderExcluir
  3. d+ re...... keep written....!


    RAFAEL REDIG

    ResponderExcluir