Lisboa - Porta de entrada da Europa

A minha primeira visita foi numa linda manhã de fevereiro, que apesar de ser inverno Lisboa nos recebeu com um belo e ensolarado dia... Confesso que ja tinha tido oportunidades de visitar Portugal antes, mas reneguei em detrimento de outros lugares que julguei terem mais a cara da Europa, que de fato para nós, Portugal não tem tanto. As semelhanças com o Brasil,e o fato do país estar entre os mais pobres da União Européia acaba diminuindo um pouco o interesse de alguns em visita-lo, como foi no meu caso.

Hoje, no entanto, a minha opinião é completamente diferente e incluiria Portugal até numa primeira viagem à Europa, afinal como de boa parte dos brasileiros, neste país que estão minhas origens e nada melhor do que entender e viver a história e cultura dos nossos ancestrais.

Lisboa é a capital do país, uma cidade charmosa com cara de cidade pequena mas que é uma metrópole com quase 3 milhões de habitantes, na cidade e seus arredores... De casarões antigos e ruas espremidas à largas avenidas e prédios modernos, este é o retrato da capital portuguesa que é banhada pelo Tejo e tem como principal atração a Torre de Belém (1515), símbolo da era expansionista do país.

Torre de Belém

Depois de ver a Torre e seguindo pela margem você pode ver o Monumento aos Descobrimentos (1960), já do outro lado o Mosteiro dos Jerônimos e ao lado do mosteiro, a apenas alguns metros fica a famosa confeitaria Pastéis de Belém. Os pastéis nada tem a ver com os nossos e, para mim, nem tampouco são gostosos, mas é obvio que você precisa experiementar e tirar suas próprias conclusões. Desde 1837 a Confeitaria está sempre lotada e com uma fila enorme, mas não se deixe enganar, pois a fila é quase sempre para quem quer levar para viagem, portanto vá entrando que o lugar é enorme e sempre há uma mesa lá atrás.
Pastéis de Belém

Mosteiro dos \Jerônimos

Lisboa tem muitas atrações, vá conhecer o Castelo de São Jorge e ter uma vista panoramica da cidade, aproveite e tome um chopp no charmoso bairro da Alfama, escutando fado. Na hora do almoço desça a Liberdade e escolha uma das muitas opções da Praça dos Restauradores.

Av, da Liberdade
No fim da tarde, caminhe pelos bairros do Chiado e Alto, dá pra pegar os bondinhos se não quiser caminhar... passe pelo Miradouro de São Pedro de Alcântara (um mirante) e descanse curtindo a vista. Se durante a noite estiver por perto da Av. da Liberdade, procure pela Rua das Portas de Stº Antão, mais especificamente pelo Solar dos Presuntos, um ótimo restaurante (indicação do Augusto Teixeira), onde servem de entrada um pão como eu NUNCA tinha comido igual (aguarde a fornalha e o coma quente). Por lá já passaram inúmeras figuras celébres como Messi e Sarney... a feijoada de mariscos é uma boa pedida!


Não deixe de passear também pela "parte nova" da cidade, onde aconteceu a Expo 98, lá você encontra o Oceanário de Lisboa, na minha opinião um excelente aquário, melhor do que muitos que se dizem maiores e melhores. Na mesma área há um excelente passeio de teleférico, que você não pode perder!

Parque das Nações
Para um pouco mais de agito o bairro Alto é a indicação. Ruelas repletas de pessoas, várias nacionalidades, muito bate-papo, deliciosos drinks e gente bonita é esse o cenário da noite da capital portuguesa que vem cada vez mais se destacando como destino turístico europeu. O burburinho se concentra mesmo na Rua da Barroca e seus arredores, porém nem sempre foi assim... digamos que Lisboa caiu no gosto do resto da Europa há pouco tempo e graças aos baixos custos, em especial das bebidas que junto com as baladas que costumam ir até de manhã (ao contrário de grande parte dos países vizinhos com hora pra acabar) atraem milhões de jovens todos os anos. Pra dançar: Boate Lux.                                                                            
Por mais cansado que esteja não deixe de viver um pouquinho da noite portuguesa no seu maior estilo, pois em Portugal, animada como Lisboa, talvez só no Algarve.

Pavilhão Chinês (bar p/ uma prévia) e a cerveja nacional.


Para as compras, se não quiser ir a loja de departamento espanhola Él Corte Ingles, com certeza na Liberdade vpcê encontrará de tudo, porém com menos glamour.
E para lembranças, não posso deixar de indicar um lugar super charmoso, onde comprei belissimos diários de viagem como souvenir (e pra mim também, é claro!), se chama: Bairro Arte(http://www.bairroarte.com/). O rapaz me disse que até se eu quisesse mais depois poderia me mandar... fica no Bairro Alto, perto dos bares e restaurantes.
Bairro Arte
Diários de viagem





Em Portugal, além de poder falar português, você vai se sentir em casa. Caminhe bastante até se perder, pois é se perdendo que encontramos grandes "achados de viagem"... tenho certeza que você vai adorar descobrir Lisboa,  e claro, se deliciar com o melhor Bacalhau (da Noruega)! ;)

Bjos,

By R.A

5 comentários:

  1. Rê, Voçe descreve com gosto que quase me imagino na viagem. Parabens!

    Bjs
    Eliane Campos

    ResponderExcluir
  2. Ainda bem que gostou da minha cidade, Lisboa é realmente única, sim provavelmente a mais diferente de todas as capitais da Europa daí o seu encanto. Para quando voltar?

    ResponderExcluir
  3. Não tem como não gostar de Lisboa Luffi. Infelizmente sem previsões de volta...

    ResponderExcluir
  4. não acredito, tem que voltar mesmo, eu pago um café =P

    ResponderExcluir
  5. Vou ficar lhe devendo a viagem e vc o café :)
    Espero que possamos pagar em breve!
    Seu blog é otimo, como faço pra segui-lo?

    ResponderExcluir