South Africa calling...

Os dias que antecederam minha viagem pra Africa do Sul foram de total ansiedade, afinal tratava-se de uma viagem especial... uma viagem pro continente africano que além de ser considerado o berço da civilização, naquele mês teria os olhos do mundo voltado pra ele, devido o maior evento esportivo que se tem conhecimento: A Copa do Mundo!

Um retrato NA África do Sul pós-apharteid...

... mas não um retrato DA África do Sul pós-apharteid!

Na verdade a preparação pra essa viagem foi complicada com tudo que a imprensa vinha falando sobre o país e apesar de sermos brasileiros, e ja estarmos acostumados com exageros e noticias negativas a respeito do nosso país, não tive como ignorar tudo que saia na tv. Uma das coisas que mais perturbou foi a chamada "Mafia das Malas" no aeroporto de Johanesburgo, onde estimava-se que 30% das malas fossem extraviadas, roubadas, desaparecidas, pra NUNCA mais serem recuperadas. Aí ja bate um desespero né, em pensar que a sua mala foi feita com tanto empenho, cada peça de roupa escolhida e dobradada com carinho, suas botas de frio que vc amaaa e que não é sempre que tem a chance de usar (afinal mora no inferno, quer dizer no norte), sua necessaire de remedios, que aliás não são poucos afinal 30 dias na Africa leva-se do Tamiflu ao remedio de malária, enfim a unica coisa que vinha na minha cabeça era: será que EU vou ser a premiada? Na duvida, vamos fazer uma malinha de mão com as coisas necessárias, basicas de sobrevivencia para 2 dias, e claro, coloca as botas e o computador junto!
1ª) dica de viagem sobre a Africa do Sul:Faça um seguro de saude que inclua uma cobertura de bagagem, pois a Máfia das Malas existe o ano inteiro, independente de copa do mundo.
Ahh, quanto a esteira de bagagem, foram minutos que pareceram uma aternidade, uma espera sem fim, com os olhos cheios de lágrima e compartilhando o mesmo desespero com umas 5 pessoas que restaram junto comigo, mas no final das contas ela apareceu, gordinha, vermelhinha e com umas fitas verde e amarelas que coloquei para que os integrantes da Mafia das Malas acreditassem ser mala de torcedores do bafana bafana e assim deixar seguir seu curso.


video


Bem, voamos TAP, com uma passagem por Lisboa, e vc me pergunta pq subir e descer se poderia ir reto, e em menos da metade do tempo?! Na verdade, deixamos pra comprar as passagens em cima da hora e a South African Airways ja estava o dobro da TAP, então tivemos que fazer esse itinerario, mas em qualquer outra epoca do ano, a segunda é a melhor opçao sempre e eu diria que com um preço relativamente bom, por exemplo se pensa em viajar para a Africa do Sul no carnaval, indo dia 04 de março de 2010 e voltando dia 13, paga algo em torno de R$ 2.200,00 ida e volta. 2ª) dica : Não esquecer de tomar a vacina da febre amarela 10 dias antes do embarque e pegar a carteirinha internacional de vacinação no aeroporto, pois sem esta vc definitivamente não entra!
Sendo comida e bebida absurdamente baratos, vc viaja para as principais cidades da África do Sul (Joanesburgo e Cidade do Cabo ou Cape Town) no carnaval, com aprox. R$ 4.500,00, incluindo passagens aereas internacionais e nacionais, hospedagem, despesas com comidas e passeios... mas é claro que sem luxos (para os mais velhos), grandes farras (para os homens) ou mtas sacolas (para as mulheres)!
A moeda da Africa é o RAND, 1 real compra 4 rands (Junho/2010), vc pode trocar seu dinheiro na chegada no aerporto e a diferença entre uma casa de cambio e outra é mínima, observar mesmo a comissão de cada uma. Peça sempre notas de mil pra não precisar de uma mala só pra carregar seu dinheiro, e
evite notas de 200, pois no país há grandes falsificadores de moeda e eles preferem essas notas.
A Africa é bem servida de hoteis, no entanto, nesse periodo que estive lá a melhor opção que encontramos foram as guests houses, uma vez que os hoteis estavam todos tomados pelas operadoras de turismo, e claro, super inflacionados. Porém em outras temporadas, no sentido custo-beneficio elas nem sempre são a melhor opção, mas por outro lado é uma experiencia ótima. Eu nunca tinha ficado numa Guest House antes e dessa vez fiquei logo em 5, sem ter o que reclamar de nenhuma delas. É claro que, com propostas diferentes, cada uma atendeu de um jeito minhas expectativas. Nos posts especificos de cada cidade eu cito os nomes, digo a nota, localização, com quem falar, etc. Vale ressaltar que todos tinham um tratamento bem pessoal, normalmente com o próprio dono lhe recebendo, lhe dando dicas da cidade, sempre muito educados, prestativos, a maioria sul africanos. Acho que esse tipo de acomodação lhe permite conhecer um pouco da cultura do país, por ser mais informal, ter um tratamento mais pessoal acaba acrescentando muito mais como experiencia de viagem... vc ve como é uma casa sul africana, conhece as pessoas, toma café da manhã ao estilo deles, coisas que se perdem um pouco em hoteis que acabam de alguma forma ou de outra sendo internacionalizados. Então
a minha sugestão de acomodação na Africa do Sul, sem duvidas é ficar numa guest house que além de seguras costumam ser charmosas e há pra qlq bolso. A foto abaixo é no nosso quarto em Cape Town, uma das melhores, Trevoyan.





A África do Sul é um país de muitos contrastes, rico em diversidade cultural, etnica e recursos naturais. É o principal produtor de ouro do mundo e possui imensas reservas para safaris. As reservas naturais, paisagens maravilhosas e as praias estão entre as principais atraçoes turisticas do país, mas a sua maior riqueza é, sem dúvida, a alegria do seu povo. Um povo que até "ontem" vivia num regime de segregaçao racial, onde os negros eram excluidos... discriminados... não tinham direitos... eram isolados, e hoje, com um grande sorriso no rosto esses mesmos negros não aparentam se quer um vestigio do sofrimento e da tristeza de outrora, pelo contrario, contagiam todos com a sua dança, com o jazz sul africano, com a sua paixão pelo futebol e com a aparente alegria de viver... conservam ainda muitos dos costumes das suas tribos, principalmente a lingua, a grande maioria negra fala Zulu, seguido pela Xhosa, já o dialeto dos brancos é o Africaner, porém todos estes vêm sendo substituido cada vez mais pelo inglês.
Há uma musica (ver video) em Zulu que ficou bastante conhecida pelo mundo com o filme Invictos, os negros costumavam cantar no trem a caminho do trabalho nas minas de ouro. E eu aprendi cantar! :) E a alegria do povo quando via que sabiamos cantar era imensurável! Massss... se não entender mto bem acredito que um
"
Sowbona" já esteja valendo!!!


video


Gente, a estrutura de malhas e rodovias do país é perfeita, padrão europeu, não se ve um buraco nas ruas ou estradas, porém muuuitos radares. O transito é invertido, mão inglesa, meio complicado eu sei, mas ainda assim alugar um carro eh a melhor opção (ver post de Jo'burg).
Como em qlq país nunca vale a pena usar o nosso celular do Brasil, lá vc tem a opçao de comprar um
Sim Card da MTN ou Vodacom por 5 rands
, colocar mais uns 189 rands de Airtime e acho que da pra passar a viagem inteira. Caso leve notebook e tenha um modem 3G desbloqueado pode tb comprar um chip pra usar internet, compra o airtime e pede que eles transformem num pacote de dados e pronto, conectado na Africa!
Esse post ja ta enorme e falta um trilhão de coisas, hehheh... faz assim páro por aqui e o que faltou entra no proximo de Joanesburgo, Cidade do Cabo, Durban, safaris, etc...


Bjos
R.A

Nenhum comentário:

Postar um comentário