Depois de Londres, o resto é o resto!

A minha relaçao com a Inglaterra e mais especificamente com Londres não me deixam ser suscinta ou objetiva neste post e por isso tenho certeza que terão muitos outros sobre o Reino Unido, nesse gostaria apenas de dar algumas informações básicas que precisamos (ou deveríamos) saber de cada país antes de visitá-lo.



Londres foi a minha primeira experiencia fora do Brasil e também a mais longa de todas, passei 7 meses da minha vida nessa cidade que é a grande metrólope da Europa, uma das maiores do mundo.
Confesso que esta talvez não seja uma cidade que cause amor a primeira vista, como o Rio ou Paris, mas sim uma paixão que nasce aos poucos, devagar, e sem vc se dar conta. Então, não fique surpreso caso se encante mais com essa cidade (mesmo que a segunda vista) do que com àquelas que deveriam lhe causar amor à primeira, pois isso é o que Londres faz com as pessoas... e vc (assim como eu) nunca mais vai esquecê-la!!
Em 2008 a capital da Inglaterra foi o principal destino do mundo, recebendo cerca de 15,3 milhões de pessoas e liderou por alguns anos o titulo de cidade mais cara do mundo. Apesar de fazer parte da União Européia, a Inglaterra não adotou o euro, mantendo assim a Libra esterlina como sua moeda. Vale ressaltar também que o serviço de imigração ingles é curioso e há até livros escritos de oficiais que apostavam quem mais barrava pessoas na entrada, o que se conclui que entrar na Inglaterra não é tão fácil quanto no resto da Europa, então aconselho sempre ter em mãos na chegada os bilhetes de volta, assim como reservas de hoteis e cartão de crédito, caso os oficiais do home office queiram conferir.
Em 2012 Londres será a sede das Olimpiadas e quando estive lá da última vez, ano passado, as obras já estavam a todo vapor, o que significa que se a cidade já tinha tudo de primeira antes, depois do evento então será uma ótima oportunidade, para quem não conhece, visitar.
O trânsito invertido é uma atração a parte e pode ser até um problema para quem pretende alugar carros na cidade, pois a mesma não tem largas avenidas, o transito é terrivel e se paga altas taxas cada vez que visita o centro ou mesmo para estacionar, por outro lado, ainda encontra-se em Londres os taxis tradicionais, disponíveis no estilo inglês antigo e hoje muito utilizados como ferramenta de publicidade. Há tb os tradicionais onibus vermelhos de dois andares que ilustram de maneira peculiar a paisagem urbana e nos dão uma experiencia única de passear no andar de cima apreciando o vai-e-vem das pessoas.
O transporte público de Londres está entre os melhores e mais modernos do mundo, só comparado aos dos japoneses. Nessa cidade quase tudo é pensado para o turista, a facilidade de pegar onibus, andar de metro, se perder e se encontrar é unica, como eu nunca vi em nenhum outro lugar do mundo. Por exemplo, nos "bus stops" vc encontra todo o itinerário do onibus detalhado, incluindo pontos turisticos, e inclusive o tempo previsto de passagem. Caso lá na frente vc se der conta que pegou o onibus errado, desce, atravess a rua pega o mesmo onibus e volta para o lugar que estava antes, simples assim. Em Londres tudo que vai, volta, e pela mesma rua, com raras exceções de mão unica que pode se resolver lá na frente quando chegar em uma via dupla de novo. Enfim, sem duvida alugar um carro nas suas férias em Londres não é uma boa opção.
Na hora de programar sua visita a essa cidade não esqueça que além de ser a maior cidade da Europa é também absurdamente interessante e que pra vc poder presenciar o antigo e o moderno caminhando juntos, conhecer o passado e a historia desse povo, descobrir sua rica cultura, viver sua elegancia e sofisticação e visitar os principais pontos turisticos vc vai precisar de bem mais que 3 dias, mas eu diria que 5 já da pra começar a brincar.

Bjos

By R.A

Um comentário: